Notícias locais

5 de setembro de 2017

Inflação sob controle e queda dos juros fazem confiança do consumidor mogimiriano avançar 9% em agosto


É o que revela o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido mensalmente pelo Sincomercio Mogi Mirim

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) do município de Mogi Mirim voltou a subir em agosto atingindo 108,2 pontos, um avanço de 9% em relação à medição anterior, quando havia registrado 99,3 pontos. A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 12 de agosto.

A pesquisa é realizada mensalmente pelo Sindicato do Comércio Varejista de Mogi Mirim (Sincomercio Mogi Mirim) e a escala de pontuação varia de zero (pessimismo total) a 200 pontos (otimismo total).

Em termos gerais, o resultado positivo do ICC em Mogi Mirim, segundo a equipe econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), se deve a desaceleração verificada nos preços dos insumos e a queda dos juros, que certamente, foram fatores considerados pelos entrevistados.

 

Tabela ICC - Agosto.xlsx

 

Dos dois quesitos que integram o indicador, um registrou avaliação negativa nesse período. Trata-se do Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA) que marcou 59,5 pontos e despencou 12,4% em comparação a julho, quando registrou 68 pontos. É a menor pontuação já registrada desde que a pesquisa começou a ser feita.

Já o Índice de Expectativas do Consumidor (IEC), outro componente do ICC, avançou 17,1%, passando de 120,2 pontos em julho para 140,7 pontos em agosto. Essa foi a melhor avaliação dos consumidores mogimirianos, desde abril.

O presidente do Sincomercio Mogi Mirim, José AntonioScomparinressalta: “Os índices estão muito flutuantes. Isso é uma demonstração clara dos efeitos da crise política sobre a confiança do consumidor, somada à demora na aprovação das reformas”, classificou.

A Federação concorda e cita o aumento de impostos (como o mais recente, que incidiu sobre os combustíveis) e o alto nível de desemprego que persiste no país, como outros fatores que contribuem para as altas e as baixas do indicador, até que haja uma melhora mais consistente do poder de compra do consumidor.

A próxima medição em Mogi Mirim deve ser realizada entre os dias 6 a 9 de setembro, em diversas regiões da cidade. Cinco pesquisadoras permanecem em pontos de grande concentração de pessoas, como praças, parques, supermercados, por exemplo, para aplicar o questionário.

Voltar para Notícias