Notícias locais

4 de maio de 2021

SINCOMERCIO promove pesquisa para entender necessidades do comércio


Setor tem sido bastante penalizado pelas medidas de combate a pandemia de Covid-19 e muitos já enfrentam dificuldades para se manter em atividade

A pandemia de Covid-19 está trazendo dificuldades para a vida de todos. E, como se não bastassem as dificuldades no que diz respeito a doença, a economia também tem sido fortemente afetada, colocando empreendimentos e empregos em riscos.
Preocupados com a situação o SINCOMERCIO (Sindicato do Comércio Varejista de Mogi Mirim) e a FECOMERCIO (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) tem trabalhado para buscar meios para ajudar o comércio a enfrentar de forma menos turbulenta este momento.
A iniciativa mais recente dos órgãos é voltada a obtenção de linhas de crédito para as empresas dos setores do comércio de bens, de serviços e de turismo. Para conseguir direcionar este trabalho de forma mais eficiente, uma pesquisa foi elaborada para entender as maiores necessidades que os comerciantes destes setores enfrentam neste momento.
A pesquisa é feita através de um formulário digital que pode ser acessado no link https://forms.gle/P85ZHMEnPMC2QYtc8.
“Ressaltamos que quanto mais empresários e empresas preencherem a pesquisa, mais robustos serão os dados que dela advirão, o que ensejará mais assertividade na atuação desta Casa, como Entidade Empresarial líder do sistema sindical do comércio de bens, de serviços e de turismo do estado de São Paulo, no que tange ao aumento e à desburocratização das linhas de crédito emergenciais destinada às companhias neste período de tantas dificuldades enfrentadas pela classe empresarial”, destacou o presidente do SINCOMERCIO de Mogi Mirim, José Antonio Scomparin.
Com base nos dados obtidos junto aos comerciantes, os órgãos devem atuar junto aos órgãos competentes, buscando o apoio necessário para solucionar os principais problemas levantados.

Comércio e Pandemia
O comércio enfrenta dificuldades desde o início do ano passado, quando foi decretado o seu fechamento como medida para contenção da Covid-19.
Desde então, mais de uma vez o comércio foi fechado. Além disso, por longos períodos o funcionamento foi apenas no sistema de entrega e o fluxo de consumidores é bastante limitado, já que não é permitida qualquer forma de aglomeração nos estabelecimentos. Além disso, o fluxo limitado de pessoas na rua também acaba prejudicando as vendas.
Outro fato que tem criado dificuldades para os comerciantes diz respeito a insegurança econômica, já que muitos perderam seus empregos ou sofreram redução de jornada de trabalho e salários, diminuindo os ganhos das famílias e obrigado a readequação das despesas, com o corte de gastos.
O aumento da inflação e a redução do poder de compra dos brasileiros afeta diretamente as vendas dos comércios.
Com todo este cenário, cada vez mais aumenta a preocupação do SINCOMERCIO com o comércio local.

Voltar para Notícias